quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Bari o quê??


Hoje estava me lembrando de um episódio que aconteceu comigo ao longo do meu processo de emagrecimento e resolvi compartilhar. Em meados de 2010, quando estava bem gordo, fui a uma nutricionista para começar uma dieta e lá fiz o procedimento normal... Pesei, medi a cintura, a pressão e me consultei. A médica me passou alguns exames, entre eles o de sangue, de esforço físico e uma tal de biometria. Acontece que não voltei mais à tal profissional da saúde e esse projeto ficou latente até o final de 2011.

Como já escrevi no post Transformação, fiz meu regime baseado na dieta dos pontos e não segui recomendação de nenhum profissional da área. Hoje vejo que não fiz a escolha mais inteligente sob o ponto de vista médico, mas o resultado foi satisfatório, até porque não morri e estou aqui contando essa história. rs! O fato é que voltei a mesma médica no meio de 2012 e já tinha me esquecido das medições e pesagens. Quando sai da balança a secretária que realizou as medições, virou pra mim e perguntou:

(secretária) – Você é paciente desde 2010 né?
(eu) – Sim...
(secretária) – Faz tempo que não aparece hein!
(eu) – É... Ando meio ocupado...
(secretária) – É paciente de bariátrica né?
(eu) – Bari o quê??
(secretária) – Bariátrica... Cirurgia de redução de estômago.
(eu) – Não, emagreci sozinho mesmo...
(secretária) – Sério? Bom... Parabéns então... Daqui a pouco a médica te chama pelo nome...

Difícil explicar o que senti naquele momento, mas foi interessante. Pareceu-me que fiz algo espetacular por ter conseguido aquilo tudo sozinho, mas com tempo percebi que só fiz o necessário. Não reinventei a roda... Emagrecer é uma equação matemática bem simples: calorias ingeridas - calorias queimadas. Se o saldo for positivo engordar é inevitável, se for negativo emagrecer é o resultado... Se for igual, nada muda. Simples assim!